A biópsia é um procedimento simples e consiste na retirada de um fragmento de pele para exame, incluindo todas as suas camadas (epiderme, derme e hipoderme). Sua finalidade é esclarecer ou confirmar diagnósticos. É realizado sob anestesia local e o fragmento de pele é retirado com bisturi ou punch (instrumento cortante semelhante a um canudo). Geralmente é necessário o uso de sutura (pontos) para o fechamento da ferida resultante e os pontos são retirados em cerca de 7 dias. O material retirado deve ser enviado para um laboratório, onde será submetido a um exame com microscópio, o exame histopatológico. Neste exame, serão verificadas que tipo de alterações a doença está provocando nas diversas camadas da pele. São estas alterações que ajudarão a definir o diagnóstico. Algumas biópsias revelam alterações que são características de determinadas doenças e determinam o diagnóstico. Outras apresentam características que podem estar presentes em mais de uma doença e a correlação destes achados com as manifestações clínicas apresentadas pelo paciente ajudarão o dermatologista a chegar a um diagnóstico mais preciso.

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES E PROMOÇÕES